Clássicos III – Sinead O’Connor: «Nothing Compares 2U» (John Maybury, 1990)

Da mesma forma que o plano fixo era o recurso cinematográfico sobre a qual assentava o exercício minimalista do vídeo de Bastards of Young dos The Replacements, o clássico realizado em 1990 por John Maybury para a superior versão de Sinead O’Connor de um original de Prince está essencialmente ancorado na utilização do grande plano. Desde os primórdios do cinema dito “mudo” que o grande plano tem sido utilizado como uma ferramenta de “estranhamento”: ao forçar-nos a olhar para um determinado objecto de perto e a partir de proporções novas ou menos comuns, o grande plano não apenas faz com que esse mesmo objecto perca a sua familiaridade como desnaturaliza a própria noção de plano cinematográfico:

Le gros plan est un moyen de couper l’objet filmé de sa référence réaliste, d’en faire une sorte d’idéogramme plus ou moins abstrait. (2.2 AUMONT 2008: 114)

Ora é precisamente entre a tensão existente entre a fragmentação do rosto de Sinead O’Connor operado pelo grande plano (em que o seu rosto se torna numa paisagem que se funde com as imagens bucólicas que vão surgindo ao longo do vídeo) e a fabulosa expressividade que usa no débito das palavras da canção (que faz com que o seu rosto se identifique com os ícones ou ideogramas de paixão, sofrimento e resistência retratados pelas diversas estátuas que são igualmente um dos motivos recorrentes do vídeo) que reside a força comunicacional e a originalidade estética deste exercício videomusical: nada de efeitos especiais, motivos oníricos ou narrativas hollywoodescas – tudo se joga nos mais ínfimos detalhes deste equilíbrio instável que, na parte final, atinge o pico de tensão (ou de desequilíbrio) com as lágrimas que deslizam pelo seu rosto.

A duração de cada plano contribui igualmente para a progressão orgânica da sequência: se estamos perante um vídeo performativo minimalista é em grande medida porque o seu ritmo está em exclusiva sincronia com a audição das palavras cantadas pela paisagem formada pelo rosto simultaneamente desnaturalizado e expressivo de Sinead O’Connor. Como afirma Saul Austerlitz (1.1 AUSTERLITZ 2007: 70), a fisionomia, a caracterização e a intensidade interpretativa da cantora motiva uma relação hipertextual com o rosto de Maria Falconetti em A Paixão de Joana d’Arc de Carl Dreyer (1929). Não é nenhum exagero afirmar que o impacto que a obra de Dreyer teve no cinema é comparável ao que este vídeo teve na paisagem videomusical do período de ouro da MTV: ambos são clássicos devido ao lastro considerável que deixaram nas produções cinematográficas e videomusicais subsequentes.

No caso do vídeo realizado por John Maybury, um dos mais conseguidos hipertextos nele inspirado pode ser encontrado no vídeo de «Cold War» de Janelle Monae (Wendy Morgan, 2010). Apesar de as semelhanças serem avassaladoras, são curiosamente diferenças subtis que tornam a sua fruição transtextual tão intensa: por um lado, enquanto que em «Nothing Compares 2U», a protagonista vai progressivamente domando a câmara, em «Cold War», a intérprete confronta directamente a objectiva logo nos segundos iniciais do vídeo; por outro lado, se as lágrimas de Sinead O’Connor podem ser vistas como o corolário emocional das palavras que canta, as de Janelle Monae parecem resultar exclusivamente do facto de ela falhar o lip-sync da letra da música. De resto, não é por acaso que nos é facultada a informação de o vídeo ter sido, supostamente, gravado logo no primeiro take: a espontaneidade é aqui sinónima do efeito de genuinidade que ambos os vídeos veiculam através da sua abordagem minimalista.

2 comments on “Clássicos III – Sinead O’Connor: «Nothing Compares 2U» (John Maybury, 1990)

  1. que bom reouvir e rever o primeiro vídeo. :-) e depois comparar ao segundo. percebi a ponte do close com tudo o que dizes mas não sei se entendo bem o apontamento da desnaturalização – vejo-a na perspectiva do aquilo que cabe em, qualquer um, todos.

  2. Pingback: faina videomusical #14 | mv flux

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s