Relatório #5

 

1) Concluída a minha participação no Hermes 2011, falta-me agora aguardar pelo Summer Coiso. Antes das férias em Agosto, há pelo menos duas tarefas que quero despachar: conversão do segundo capítulo da tese em dois artigos e implementar a secção da Lyra Digital (mais detalhes sobre isto em tempo oportuno). Se houver tempo, arrancar com o terceiro capítulo da tese também era giro. A ver vamos.

2) Já iniciei o meu plano de treinos de 20 semanas rumo à minha primeira maratona (em Novembro). Na verdade, terminei hoje a primeira semana: cerca de 62km que deixaram as suas marcas no corpo – hoje mesmo participei em mais uma prova (com uma temperatura acima dos 30ºC) e as dores musculares foram por vezes bastante eloquentes. Faltam 19 semanas e, hoje, o objectivo parece-me muito mais longínquo do que no início da semana. O que, como é óbvio, só pode ser bom sinal.

The Digital Meta-Dissemination of Fear in Music Videos

Tal como tinha prometido, deixo aqui a versão escrita e a apresentação da minha comunicação no Simpósio Internacional Hermes 2011, este ano subordinado ao tema Fear and Fantasy in a Global World. Se for o caso, boa leitura.

Artigo (PDF)
The Digital Meta-Dissemination of Fear in Music Videos. A transdisciplinary textual analysis of two case studies: Esben and the Witch’s «Marching Song» and M.I.A.’s «Born Free»

Slideshow (SlideShare)

Glossário (actualização)

O glossário foi actualizado nas últimas semanas com a inclusão de alguns termos (o mesmo já totaliza 38 conceitos). Destaque para as definições de Textos Producentes (Producerly Texts) e de Leitura Excessiva (Excessive Reading), dois conceitos da autoria de John Fiske (2.1 FISKE 1989-1992), que, como verão na próxima semana, foram utilizados de forma sistemática na análise textual dos dois casos de estudo da minha comunicação para o Hermes 2011.

Comunicação no Hermes 2011

Title
THE DIGITAL META-DISSEMINATION OF FEAR IN MUSIC VIDEOS
A transdisciplinary textual analysis of two case-studies: Esben and the Witch’s «Marching Song» and M.I.A.’s «Born Free»

Abstract
Due to change in its production, distribution and reception contexts, music videos have become the most popular genre in the actual digital media landscape, reaching both niche and global audiences. This paper aims at analysing, from a transdisciplinary perspective, two music videos, Esben and the Witch’s «Marching Song» (Peter King & David Procter, 2010) and M.I.A.’s «Born Free» (Romain Gavras, 2010), focusing on the way both of them incorporate transtextual and transmediatic references to vlogging and other media, in order to emulate and disseminate a participative sensation of fear that is directly related to the dissolution of the border between public and private spheres of Social Web users.

Keywords
Music Video, Social Web, Users, Dissemination, Fear.

Já terminei (finalmente) a comunicação que irei proferir na próxima quinta-feira no Hermes 2011 e, por isso, deixo aqui a versão final do abstract. O exercício apresentou diversos desafios. O primeiro residia na escrita de um artigo em Inglês tendo em conta não apenas o facto de esta ser apenas a minha terceira língua (sou bilingue em Português e Francês), mas pelo forte investimento que o meu projecto de investigação representa na construção de um léxico terminológico em Português na área dos Web Studies. Confesso que acabou por ser um trabalho bastante lúdico, sobretudo porque optei por avançar desde o início por uma redacção em Inglês de forma a evitar constrangimentos sintácticos do teria sido um penoso exercício de tradução caso tivesse optado por redigir primeiro o artigo em Português. O segundo desafio passava pelo facto de apresentar um tema relativamente bissexto para uma audiência maioritariamente constituída por investigadores oriundos da área dos Estudos Literários. Tive assim de ser bastante conciso numa introdução geral ao tema da convergência dos vídeos musicais na Web Social e sublinhar a articulação que preconizo da utilização de instrumentos teóricos oriundos dessa área na minha análise da difusão do medo pela Web Social através de dois casos de estudo de vídeos musicais (relembro que o seminário internacional está subordinado ao tema Fear and Fantasy in a Global World). Mais importante, no entanto, é o facto de a redacção do artigo ter representado um contributo estimável para redacção dos próximos capítulos da tese, na medida em que pude testar a técnica de análise textual da videomusicalidade que será um dos aspectos centrais do projecto de investigação. Para a próxima semana, prometo deixar aqui versões em PDF da comunicação e da apresentação.

Hermes 2011 – Programa

O programa do Seminário Internacional Hermes 2011, organizado pelo Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, subordinado ao tema Fear and Fantasy in a Global World está disponível aqui. O evento terá lugar na Casa de Santa Maria, em Cascais, entre os próximos dias 12 a 18 de Junho. A minha comunicação será proferida na 5.ª-feira, dia 16, pelas 14h30.